28 outubro 2011

E finalmente Luigi chegou

Se eu tivesse um tempo para escrever, meu coraçao jorraria amor em forma de palavras. Existe coisa mais linda no mundo do que a perfeiçao da vida? Estou A-P-A-I-X-O-N-A-D-A, eu tô contando tudo e não tô nem ligando pro que vão dizer... 


Agora nao teria tempo de contar tudo tim tim por tim tim pra voces de como tudo aconteceu, de como foi o parto e etc. Mas fico devendo esse post ok?


So pra registrar aqui que o meu pedacinho de vida(que esta dormindo no seu bercinho agora pela primeira vez) nasceu no dia 25 de outubro de 2011 as 2h da manha em ponto. De parto cesareo(depois conto os motivos), pesando 3.260kg, medindo 49cm com notas de apgar 9/10.


Estamos todos vidrados-estagnados-mongolizados-babados-abestalhados-so-in-fucking-love. Parece que eu amo mais desde o dia 25 de outubro de 2011.Amo mais a vida, amo mais o mundo, amo mais as pessoas. Amo mais cada detalhezinho. Amo tudo. Amo todos. Amo o todo!


Esse dia foi muito especial na minha familia, pois além do nascimento do meu filho, minha querida tia Milca embarcou para a Holanda com meu primo "Caquinho"*, depois de uma longa historia de sofrimento e briga na justiça em busca do direito de ser mae. Obrigada meu Deus. Quem sabe da historia sabe que ela merece esse momento. Tia Milca, te amamos muito e estamos super felizes por voce.


Juro que felicidade é o meu sobrenome hoje e nesses dias. Agora deixo fotos do neném maix munitu du mundo todo. (Mae babona mode ON!)


E ai doceis se achar o contrario!


 Primeiras horas de vida
 Ainda bem enrrugadinho
 Liiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiindo
 Voltando pra casa da maternidade(hoje-nesse-instante- agorinha-algumas-horas-atras)
Mimindo um soninho gotoso mamae






Vou indo que estou morrrrrta de cansada, vou ver se consigo responder os recadinhos aqui no blog e no face ta gente? Vou respondendo pouco a pouco, pois como disse, o tempo ta corrido. Agora eu tenho vida de mae de recém-nascido-completamente-dependente-da-mae.
Beijos, volto assim que der.


*Caquinho - Apelido dado ao meu primo quando ainda era pequeno.