11 outubro 2011

Uma colicazinha e o medo!

Quase entrando nas 40 semanas meu povo! Faltam 2 dias. 
Estou super curiosa e concentrada no meu corpo. Imaginando como vai ser tudo isso de parir um bebe. Hoje senti umas colicas, e uma delas foi fortinha, imaginei logo: Meu corpo(colo do utero) deve estar dilatando! Junto com o sentimento de felicidade veio o MEDO. Opsss... Dilatando? Se isso for "o dilatar" e se as dores forem daqui pra pior. Socorro! 


Sera que eu estou preparada pra dor? Vou nem mentir que to morrendimedo. Lembrei hoje que eu nao lido muito bem com a dor. Sera que eu vou conseguir pensar na hora? Sei la! Sei que agora to querendo que o Luigi fique mais tempo aqui dentro de mim. Alguém me manda inspiraçoes e coisas bonitinhas para ler? To precisando :(


Bom, to aqui escrevendo rapidinho, ultimamente to so passeando pelos blogs duzamigoquerido, e vendo as atualizaçoes. As vezes da preguiça de comentar, porque geralmente fico no pc deitada na cama, de lado. Nao posso deixar passar em branco o quanto os comentarios de voces sao queridos e bem-vindos. Muito obrigada pelo carinho e pelas palavras. Juro que eu queria aquela opçaozinha "like" do facebook em cada comentario pra eu aperta-la sempre. 


Ahh, detalhe que ontem foi mudança de lua. Muita gente fala que isso influencia no parto né? Li um texto lindo esses dias que vou compartilhar com voces. 






CARTA DA NONA LUA. O PARTO TEM SEU PRÓPRIO TEMPO
Por Flávia Penido




Sinto que você está chegando, meu corpo vem me dando seus sinais. Foram nove meses de comunhão, dias melhores, outros piores, agora chegam ao fim. Quem venha com o tempo, que venha com a lua, que venha! Já te aguardo, te pressinto. Confesso para ti, somente para ti, confesso que já me sinto ansiosa pela sua chegada. Meu corpo todo sente o seu peso, e já está tão difícil mover quanto ficar quieta.

Respiro fundo e suspiro, nascer é tempo sem hora. Aguardo você sentir-se pronto, pronto para respirar por si só. Saiba que eu mesma já me sinto inteiramente pronta. Durante os nove meses eu estive ocupada, sim, eu sei. 
Também durante nove meses eu me acostumei à sua presença em mim. Tive bastante chance de me preparar, a mente teve seu tempo de absorver as mudanças que trará para minha família. Sinta-se desejado e amado, meu bebê, por todos nós. 

Desejo-te.

Pressa? Não eu não tenho pressa, para que andar depressa? Quero que venha, mas que venha na sua hora.
Não existe hora marcada, não marquei na agenda. Sem nenhum compromisso, que seja pelo nosso desejo mútuo.

Quando meu corpo e você estiverem em trabalho parto, vamos nos repartir, você vai partir para uma nova jornada, é uma viagem intensa, procure a luz, procure o caminho que te ofereço em meu corpo. Não tema essa viagem, porque estou sempre contigo. 

Despeço-me da barriga linda e grande, você se despede do interior do meu corpo. Mas nos encontramos aqui deste lado, em uma nova e longa aventura. Começa em um grande deleite. Sinta o amor que confirmo ao colocar minhas mãos em meu ventre, sinta o calor que emana. Este calor destas mãos você vai sentir aqui fora. Pode vir, garanto que estou aqui.
Sem pressa para essa viagem, criança, sem pressa. Venha surfando em onda esplêndida, venha no ritmo que imprimimos juntos, somente nós dois. Você e eu temos todo o tempo, todo o espaço para essa caminhada. O tempo e espaço do parto é nosso, só nosso. É o meu parto e o seu nascimento.

Eu ouvi os meus medos e procurei sua cura, procurei sanar suas carências. Impedi também que medos alheios me assombrassem. Cá estou pronta para a entrega. Você pode ouvir a calma e potente batida do meu coração. Então, prepare-se e dê o sinal! 


Venha na lua que te escolher e venha com vontade de me ver, olhe para a luz!