12 janeiro 2012

Mamãe aos 23!


Entao que amanha, sexta feira, 13 de janeiro de 2012 a mamae aos 22 vai virar mamae aos 23. Ai eu penso: 23 anos é tudo que eu ja vivi. Ai eu penso: 23 anos é pouco. Ai eu penso: mas é muito também, porque afinal é tudo. Tudo o que eu sou, tudo o que é. Vinte de tres anos que nasceu uma Milena, menina branquinha e gordinha com seus 4.120kg e 54cm la na capital do Ceara, Fortaleza.

E pra celebrar, bora se acomodar no sofa, na cama, na cadeira. Pegar um copo de suco, agua, cha geladinho. Deixar OsMinino de barriga cheia brincando num cantinho e tirar uns 10 minutinhos pra prestar atençao porque:


Senta que la vem historia!


Marcia permitiu a vida à uma criança com seus 16 anos recem completos e toda inocencia e inexperiencia da idade. Marcos tinha seus 20, quando descobriu que ia ser pai. Era 1988. Poucos meses de namoro e muita ousadia levaram esses 2 jovens à incrivel e inesperada aventura que é ser pai(e mae!). Marcia nao sabia o que ia acontecer, temia a reaçao do seu pai tao conservador e religioso. Pensava: Ele vai me matar e expulsar de casa!

Com a curiosidade e rebeldia da geraçao, foi descobrindo a vida por conta propria, pois os pais nao a instruiam para nada. A mae de Marcia, era uma linda mulher que também foi mae jovem, pois se casou com seu pai aos 18 anos. Apesar de pouco informada, dona Lucia sempre batalhou e correu atras para que seus 6 filhos estudassem. Se nao fosse ela, nenhum tinha terminado a escola ou até mesmo entrado na universidade.

Ao engravidar na adolescencia na década de 80 sem estar casada, Marcia se viu o alvo das criticas e senhoras fofoqueiras de plantao. Conhecida como a boazinha da familia, a ingenuidade natural nao deu espaço ào medo do que estava por vir, e com todos os pesares ela so pensava uma coisa:
Eu quero esse bebe. Branco ou negro, macho ou femea, gordo ou magro, eu quero. Aceito esse amor. Aceito como bençao. Vem meu filho, vem que eu estou aqui.
A verdade é que ela nao tinha idéia do quanto sua vida iria mudar, mas nao tinha medo do futuro, pois afinal, Marcia era menina sonhadora.

Depois de enfrentar a tudo e a todos, Marcia seguia seu namoro com o futuro papai Marcos Eleoterio. Ele estava muito temeroso em ser pai, pois nao havia convivido com o seu ao longo dos seus 20 anos, e nao sabia como era esse negocio de ser pai. Um dia algo bem forte mexeu com seu intimo, quando ele perguntou à Marcia:
Voce quer casar?
Marcia respondeu:
Nao, nao precisa casar. So quero que voce fique perto de mim e nao me deixe sozinha.

Barriga cresce, e alguns dias antes do casamento acertado pela familia, Marcos vai a casa dos pais de Marcia, onde a mesma passava seus dias a abrigar o fruto deles dentro de si. Aquele seria um dia normal, se nao fosse a apreensao e desconforto que Marcos apresentava diante de Marcia. Ele agia como se algo muito sério estivesse para acontecer.

Depois de tentativas mal sucedidas de Marcia em querer saber o que estava acontecendo, Marcos resolve ir para casa. Se despede com um beijo e da uma carta para Marcia. Olha nos seus olhos e diz:
Promete pra mim que voce so vai ler essa carta amanha?
Marcia, boa menina como é responde:
Tudo bem.


Dias se passam e Marcos nao da noticias. A mae de Marcia preocupada com o futuro da filha vai à casa dos avos de Marcos à procura do mesmo. A familia de Marcos diz que nao sabe aonde ele esta, diz que foi embora pra longe. Dona Lucia que nao é boba nem nada, foi ao cartorio verificar se os documentos estavam la para o casamento, mas apenas constatou o que ja sabia: o RG de Marcos ja nao estava mais la.

Marcia ao receber a noticia nao acreditou, lembrou da carta e foi busca-la para finalmente le-la.
Mae, ele me abondonou. Disse ela, entre lagrimas. A mae a consolou. A doce Marcia passou dias chorando. Estava desolada, desconsolada. Escutava a todo instante de todos: Nao chora, que se voce chorar, o bebe também chora. E ao escutar, conseguia parar um pouco.

Foram meses dificeis. Marcia agora estava sozinha. Culpava a familia de tal ocorrido. Dizia que a culpa era deles por terem pressionado o casamento. Queria entender. Queria respostas. Queria morrer.

Fim do ano se aproximava, o enxoval estava pronto. Marcia encontrou no trabalho o refugio para esquecer do ex-namorado. Fazia dindins dia e noite, com o seu barrigao a tiracolo. Vendia-os a 10 centavos a unidade. Todos os dias de manha cedinho tinha cliente na porta para comprar os saborosos dindins da Marcia.

O berço, ganhou de uma tia, que tinha um bebe de um ano e vivia financeiramente bem. As fraldas de pano, roupinhas, broches, produtos de higiene pessoal e todos os trequinhos que um bebe necessita, ela comprou com seu dinheiro suado. Os pais de Marcia também ajudaram como puderam.

Foram 40 semanas à espera daquele dia. Era 1989, dia 11 de janeiro quando Marcia sentiu uma dor na lombar. As dores eram fraquinhas, mas persistiram durante todo o dia. Ao perceber que as dores de Marcia iam aumentado de itensidade, sua mae, parideira experiente disse: O seu bebe esta chegando! E foram ao hospital.

Quando chegou aquela mocinha com cara de menina, com o barrigao imenso, as enfermeiras à acomodaram e logo depois a internaram. Marcia ficou toda a noite e a madrugada daquele dia 12 de janeiro, a manha e tarde do outro dia em trabalho de parto. Depois de seus 4cm de dilataçao estagnados, e muito tentar parir o seu bebe, teve que recorrer à cesarea. Ela ja agradecia a Deus, pois estava enfadada de tanto cansaço.

Eram 19h do dia 13 de janeiro de 1989 quando Marcia escutou um chorinho de um bebe, nao UM chorinho, mas O chorinho, que ela se lembraria pelo resto da sua vida. O medico logo anunciou: é uma menina mamae, e é linda. Parabéns. Marcia nao quis saber o sexo do bebe antes do nascimento e ficou feliz ao saber que era uma menina. A sua menina. Aquela que iria ser sua grande companheira pra vida toda.

Ela a viu e chorou...


(...)

Ha 23 anos atras, essa historia se passava em Fortaleza, Marcia hoje tem mais um filho. Ela continua guerreira e luta até hoje para ser feliz. Foi e é uma grande mae. Sempre priorizou auxiliar os filhos a buscarem seus sonhos e serem felizes. Marcia, essa grande mulher é a minha mae. Que merece todos os parabéns neste dia tao especial da minha vida.

Hoje faço 23 anos graças à sua coragem, garra e força. Ela enfrentou o mundo e o tudo para me tornar uma mulher que ela sempre quis ter tido a oporunidade de ser. Muito da vida eu aprendi sozinha, através de outras pessoas e das minhas proprias experiencias. Mas esse foi o objetivo. Minha mae me deu o melhor que ela poderia ter me dado: Amor, respeito, carinho, verdade, credibilidade, educaçao, força. E quando o tempo quis, eu fui e andei com as proprias pernas. Fui criada para o mundo.

Hoje eu tenho sonhos e eu corro atras deles porque um dia alguém acreditou neles mais do que eu mesma. Hoje meus parabéns vai para ela. Parabéns por ter me amado e aturado por 23 anos. Sou muito feliz de ter voce como minha mae. Feliz aniversario para mim. Obrigada meu Deus. Que o senhor abençoe a mim e aos meus para vivermos saudaveis e felizes por muitos e muitos anos mais.


To be continued.


Marcia's baby (me!)

Marcia e seus 2 filhos Milena e Mota Filho (Ela vai me matar por divulgar essa foto!)

Mae e filha em versao melhorada!

22 comentários:

  1. Lindo, adorei a postagem...essa ultima fotinha é linda nem parece mãe é filha são lindas.
    quero bolo!!!
    bjs ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Maria HE(Luisa) hahahaha, lembra? Beijos

      Excluir
  2. Amo amo amo! Amo voce, amo o jeito que voce escreve! Eeeeh amanhaaaa... mais uma primavera dessa amiga lindaaa! :D

    ResponderExcluir
  3. Muito emocionante. Lindo.
    É isso ai. Ser mãe é ser mais que tudo e todos. É ter força mil.
    A sua garra, Mi... vem da sua mãe.
    Parabéns as duas. Beijos! ;*

    ResponderExcluir
  4. Luísa Aguiar12.1.12

    Mi, que história forte e linda essa do seu nascimento!! Não teve como não me espelhar nela!! Sua mammys foi uma pessoa mt determinada. Naquela época devia ser ainda mais difícil criar um filho sozinha... ainda mais com 16 anos!
    Espero que eu possa dar ao meu filho educação, carinho, amor ...toda base p. ele seguir uma vida muito muito feliz. Tbm estou pronta p. criá-lo pro mundo, pq assim q deve ser... amar sem possuir. Espero que um dia ele olhe p. trás e perceba todo o meu comprometimento e dedicação, e demonstre agradecimento, assim como vc o fez!! Obrigada por essa linda história de amor... vc, como smp comove a todos com suas palvaras. Dormirei ainda mais fortalecida, com a certeza de q um dia tudo fará ainda mais sentido!! Sua mãe e vc merecem toda a admiração desse mundo. Meus Parbéns pelos seus 23 aninhos!!Nem preciso desejar toda felicidade desse mundo, pq vc já a possui ao lado da família linda q constituiu... continue smp assim, firme e forte nessa tarefa divina q é ser mãe!!! Bjiinhos em todos, principalmente no pequenino suuuper simpático chamado Luigi!!! Se vier algum dia ao Rio não esqueça de me procurar. P fazermos o encontro dos meninões...
    Curta mt seu dia!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lu, voce também é inspiraçao! Voce também é exemplo, e eu tenho certeza que seu filho vai ter muito orgulho de voce!

      Excluir
  5. Ellen Luna12.1.12

    tô ansiosa pela continuação... PARABÉNS!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ellenzinha, voce por aqui é uma honra!

      Excluir
  6. Que historia linda Mi.
    Parabéns pra vc que Deus te abençoe sempre, vc e sua familia.


    Beijos
    O link do meu blog mudou tá agora é esse http://www.blognossahistoria.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bru, ja to indo la pra ver o seu blog com novo dominio! Muito chiiiick!

      Excluir
  7. Parabénsssssssssssssssss!!!! Que Deus continue iluminando vc e sua família! Muitos aninhos de vida!! Ma paz, amor, saúde, harmonia... ;)

    Beijocas,

    Cris (mamãe do Enzo)

    P.S: O blogger não está me deixando responder aos meus comentários. Assim que puder, te respondo, ok?!!! ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cris, vamos nos falando! Adoro acompanhar o crescimento do Enzo. Beijos

      Excluir
  8. obrigada milena, essa è a minha historia de vida, historia de uma menina de 16 anos que amou e ama seus filhos incondicionalmente... espero que sirva de exemplo p outras jovens maes, que sirva tbm de coragem e muita determinaçao p afrontar a vida junto de seus filhos.
    bjs e mais uma vez, obrigada.
    MARCIA BARROS(mae da milena)

    ResponderExcluir
  9. Que história linda!!!! Me emocionei!!!
    Um Feliz Aniversário atrasado, muitas felicidades!!!

    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  10. MEODEUSDOCÉU!
    Desnaturada é apelido pra alguém como eu! O meu blog é um burro e simplesmente parou de mostrar as atualizações do seu cantinho que eu amo tanto! Mas isso não é desculpa, eu sei.
    Mi querida, mil desculpas por não ter passado aqui antes.
    Sei que está MEGA atrasado, mas não posso deixar de te dar os parabéns.
    Feliz aniversário pra você, minha amiga virtual que eu tanto adoro! Desejo, do deep of my heart, que você seja muito feliz e tenha uma vida maravilhosa ao lado desse gatão do Luigi e do seu namo.
    Você merece muito amor dos seus "meninos" e momentos perfeitos ao lado dos dois.
    Um beijo enorme pra você, amiga! E mais uma vez, desculpa por não ter passado aqui antes.

    ResponderExcluir
  11. Silvanaaaaa26.1.12

    Cadê a continuação!?rss
    Não conheco sua mãe, mais ja a admiro muito!!!!
    Eu não canso de dizer, que sorte o alanzinho teve de cair logo nessa familia linda e maravilhosa!!! Vcs são um exemplo de vida, de verdade!!
    Amo vcs!!!
    Bjinhosss!!!

    ResponderExcluir
  12. Lindo relato, Milena, me emocionei.
    Que supermãe vc tem!
    Beijos

    ResponderExcluir

Tá todo mundo comentando!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...