29 fevereiro 2012

4 meses de fotos impublicaveis

ATENÇÃO POST EXTREMAMENTE PERIGOSO.



AS FOTOS A SEGUIR SAO PROIBIDAS PARA PESSOAS QUE SOFREM DO CORACAO, PESSOAS INVEJOSAS E QUE NAO GOSTAM DE CRIANCAS.

AO VER ESSAS FOTOS A SEGUIR VOCE ESTARA SUJEITO A:
* RISCO DE PAIXAO ETERNA, DAQUELAS QUE PRENDEM PRA VIDA TODA E NAO ACABAM NUNCA.
*TECLADOS DE COMPUTADORES PIFADOS, DEVIDO à BABAçAO CONTINUA AO LONGO DO POST
*ATAQUE DE RISOS, AO PONTO DE DOER A BARRIGA
*DOR NO DEDO INDICADOR DE TANTO APERTAR O BOTAO "LIKE" ALI EM BAIXO


Estao avisados? Entao, bora ver algumas fotos impublicaveis dos ultimos 4 meses(e primeiro também), de vida da minha vida. Ready? GO!
Ihh, eu acho que eu vi um gatinho
Muito séCsi meu bem

3kg de bochechas

Mais nova tendencia de Ensaios Fotograficos bebezisticos

A cara de feliz da mae, a cara de nojo do filho

Minha mae queria saber como eu vou ser quando meu cabelo crescer.
Ficou bom?


E assim?
E ela insiste em tirar fotos...
Irresistivelmente apertavel-comivel-esmagavel


Doce sono no colo da mamae

Projeto: Arrancando a boca do papai

Leitinho de cada dia

o dono da cama

Peguei bem na hora

Checando os meus emails


BEbao de leite

Achei voce mamae

Menino maluquinho

4 meses e a primeira febre

Era 24 de fevereiro quando resolvemos sair para dar uma volta em um dia ensolarado de inverno. Todas as quintas- feiras temos uma feirinha aqui no centro, que vende de tudo a preços bem em conta. Nada de marca, claro. Mas voce acha varias coisinhas legais por la. Nao nos iludimos que por ser um dia de sol, a temperatura estaria alta. Entao nos empacotamos, como de costume, e saimos para fazer o nosso passeio pela feirinha da cidade.

Algum tempo depois, estavamos em uma loja quando eu me olhei no espelho e reparei meu olho vermelho. Achei estranho, e comentei com o Alan. Luigi tava dormindo e quando acordou, vimos que os olhos dele também estavam vermelhos. Na verdade, apenas um deles estava. Era um pontinho perto da pupila. Fiquei preocupada, mas resolvi observar pra ver se ia passar.

Chegou a noite e depois do ritual pre-sono, ele dormiu o sono dos justos. Aí essa é a hora que eu me pergunto  se o sono dos justos dura apenas algumas horinhas... Pois é, daí que o pequeno que costuma acordar 2 vezes pra mamar, acordou de hora em hora durante exatas 10 horas seguidas. E a mae do justo que poderia estar tirando o seu sagrado sono também, acordou(e ela dormiu?) esgotada, estressada e soltando fogo pelo nariz.

Porque minha querida, nao tem coisa que deixe a pessoa aqui começar o dia mais mal-humorada, que uma noite mal dormida. Mas, temos que seguir. Né?  No meio da noite achei ele quentinho, medi a temperatura e deu 37.1°C. Resolvi esperar antes de ministrar qualquer remédio, para ver como o corpo ia reagir. Afinal, nao sou la muito usuaria de remédios. As 7h medi de novo a temperatura e acusou 37.4°C, resolvi dar o paracetamol infantil, que aqui se chama tachipirina(nao sei se no Brasil, chamam assim também).

A noite se resumiu a peito, sono leve, choro e muito sono(da mae). Acordava, mamava, adormecia em segundos, colocava no berço ou no carrinho e minutos depois, acordava de novo. No comecinho da manha é a hora que eu tenho mais sono. Nao sei o porque, mas eu fico caindo de sono de manha cedinho, e ai nessa hora, geralmente rola cama compartilhada. Bebe mama, mamae dorme. Bebe dorme, mamae acorda atordoada sem saber se o menino mamou, dormiu, acordou, mamou de novo, se mexeu, etc.

As costas ficam em pedaços. Alias, esse é um dos motivos que eu nao gosto de compartilhar a cama com um bebe bezerrinho. Quando ele acorda a noite, costumo dar de mamar sentada na cama, para nao correr o risco de dormir. Prefiro assim, porque ele mama, dorme, e vai pro seu berço ou carrinho. Eu, filha de Deus aproveito o meu tempo, no meu espaço para relaxar e descansar. Com ele ao meu lado, nao durmo direito. A cada respiraçao mais forte, eu acordo, olho, verifico se o cobertor nao ta em cima do rosto dele, ligo abajour e assim vai-se a noite e o meu sossego.

Voltando à febre. Depois de dar a tachipirina, ele dormiu melhor. As 11h, quando nos acordamos de vez, liguei pra pediatra e ela perguntou se queriamos dar um pulinho la, eu aceitei. Ela fez todo o procedimento de rotina que faz quando vamos la. Pesou, mediu, viu os ouvidos, nariz, boca, pintinho, perninha, coraçao e cabeça(moleira). Disse que estava tudo aparentemente bem, que o olhinho podia ser um virus normal da estaçao. Recomendou que eu lavasse com camomila 3 vezes por dia. Depois nos mandou comprar um saquinho para colocar no pintinho do Luigi para colher uma amostra de xixi e levar pro laboratorio. Pois de repente pode ser uma infecçao urinaria. 

Relatou que nao tem nenhum dente ainda. E nem me falou da possibilidade deles estarem chegando e a febre ser decorrente do nascimento dos mesmos. Mas ta, sua pediatra de quinta, pode deixar que eu pesquiso com as minhas amigas dos Blogs da vida, e pergunto pro Pai Google, ou entao pergunto la no blog da Paloma, pro Dr. José Martins Filho que é pediatra, professor emérito, etc, etc, etc... (A Paloma faz uma seçao no seu blog que se chama: Pergunte ao Pediatra, onde as maes fazem perguntas ao pediatra, e ele responde. Excelente ne?).

Voltando ao assunto. Bebe passa o dia molinho, chatinho, nao quer berço, nao quer cama, nao quer colo, nao quer peito. So quer a mao na boca, e mal. (ai eu penso: viu, é o dente!) Dei o remédinho do dente. Ele nao teve mais febre, mas segue enjoadissimo. Quer colo, carinho e atençao 25h por dia. Eu juro que estou esgotada e pedindo férias de um dia, que eu aproveitaria dormindo 12h seguidas pra conseguir descansar.

Falo isso, mas quando o Luigi dorme um pouquinho mais, eu acordo(a razao e o consciente acordam, mas o corpo segue dormindo) e fico la deitada pensando: "Porque ele ta dormindo tanto?", "Vou ja ver se ta tudo bem", e fico rolando de um lado pro outro, esperando ele me chamar. Ai voce me pergunta: "Porque tu nao dorme e aproveita pra descansar mais?". Ai, EU me pergunto e brigo e xingo: "Bora Milena, aproveita pra descansar!!!" Mas o consciente, o meu EU MAE fala mais alto que os meus desejos ocultos de dormir 12h seguidas.

Que que eu posso fazer? Apenas me lamentar aqui com voces. E deixar voces cansadas de ouvir minhas lamentaçoes. Porque afinal, amigos sao pra isso né?

Longas noites regadas ào mais leal sentimento de uma mae: Paciencia.

Muito preocupado com os problemas da vida.

27 fevereiro 2012

O jeitinho desengonçado de ser

Ele tenta uma, duas, tres, infinitas vezes colocar objetos na boca. A maozinha ainda sem muita coordenaçao vai em todas as direçoes: olho, nariz, bochechas, testa, menos na tal da boca. Ele se irrita, conversa, chora, grita. Eu rio. E acho lieeeendo. ha-ha

Menino, menino. Doce jeito desengonçado que conquista qualquer um é o que enche minha vida de sorrisos todos os dias. Quero ter muito mais, muito mais sorrisos para seguir as rimas. Com todo o amor que existe nesta vida.


Carinha de fazedor de arte né?


23 fevereiro 2012

Blogagem Coletiva do Maes Internacionais - O clima na Italia

Voltamos com mais uma Blogagem Coletiva do Mães Internacionais e o tema da vez é: clima. Como é o clima aqui na Itália e como isso afeta o meu dia-a-dia, a rotina e a família.


Bom, falar de clima da Itália de uma maneira única seria generalizar demais, já que isso é relativo à região onde você mora. Eu, no caso, moro na Emilia Romagnia, no norte da Itália. O clima aqui é bem diferente do Brasil, já que temos as 4 estações do ano bem definidas. Verão é calor de 40°, no inverno é 0°, na primavera e outono as temperaturas variam, sendo o outono um pouco mais frio que a primavera. Um dia eu aprendi na escola sobre as 4 estações do ano, mas na verdade só fui conhece-las depois de18 anos, quando fui morar na Espanha.

Minha mãe mora aqui na Itália há 6 anos, e eu, apesar de estar há apenas 7 meses aqui, sempre vinha visita-la, então acabei andando por essas terras em todas as estações do ano. Agora ainda estamos no inverno. No começo deste inverno, as temperaturas não estavam tao baixas assim. Estavam acima de 3°, até o começo deste mês de fevereiro(sendo que o inverno começou em dezembro). Depois disso, as temperaturas negativas chegaram com toda força e a neve também. Tivemos semanas de frio intenso, e temperaturas negativas que chegaram à -18°.

Lidar com o frio, não é uma coisa que eu faça com prazer. Não curto o frio para nada. Juro. Sou da praia, do sol, do mar, do verão, do calor. Ai que delicia. Frio só é bonito por umas semaninhas, depois torna-se deprimente, pelo menos pra mim. Luigi nasceu no outono. Não estava tãããão frio assim, e mesmo que tivesse, o frio não impede a gente de sair na rua, e fazer o que tem que fazer.

A única coisa que impede é a preguiça que o mesmo nos da, de se empacotar completamente e sair às ruas, como pequenos embrulhos ambulantes. Aqui em todos os lugares tem calefação. Os restaurantes, hospitais, bares, transportes públicos, o carro particular, e inclusive na sua casa. Então, pra quem tem carro, trabalha e frequenta lugares fechados, praticamente não sente o frio. Masssss para mim, que não tenho carro, e sempre tenho que ir andando para todas as partes, eu sinto o frio muito bem sentido, diga-se de passagem.

O ritual de colocar casacos, luvas, tocas, cachecol em mim e na cria, é realmente chato. Isso acontece a cada entrada e saída de algum local. Sem contar que o carrinho do Luigi tem uma proteção contra o frio, do mesmo material do carrinho, então é um tira de cá, tira de la, coloca de cá, coloca de la que realmente enche o saco. Luigi odeia se empacotar, sempre se irrita ao colocar o casaco. No carrinho, fica apenas com o rostinho de fora, e não pode nem virar a cabeça. Quando quer olhar alguma coisa, apenas mexe os olhos.



Meu pacotinho


Pra mim, o frio é triste. Você não tem vontade de sair de casa, de ter vida social, de se divertir. Fico a maioria dos dias em casa, até porque não sei se é a região onde eu moro, mas os bebes aqui vivem doentes nessa época. Acho horrível, e acabo não expondo o Luigi muito à essa mudança de quente pro frio, frio pro quente. Saio com ele quando realmente preciso. Quando vejo que ta fazendo sol, e que a temperatura não ta tao baixa assim, arrumo o meu pacotinho e vamos respirar ar gelado fresco.

Mesmo com neve, tem dias que a temperatura não é tao baixa assim. A neve parece que camufla o frio, não sei explicar o porque, mas da sensação de menos frio, quando neva. Então, quando faz sol, mesmo que a temperatura esteja baixa, e nos de saco cheio de ficar respirando oxigênio queimado do aquecedor, vamos à rua para fazer uma caminhada e receber um pouco de luz solar.

Passeando em um dia de sol de inverno
Tudo congelado

Por causa da falta de sol que temos aqui, o Luigi precisa tomar vitamina D. Ele toma desde que nasceu, e deve tomar todos os dias no primeiro ano de vida. Eu relutei no começo, dei um pouco e parei, mas depois, conversei com a pediatra e ela me convenceu a dar, pois mesmo ele pegando sol, dentro de casa, através do vidro da janela, ainda não é o suficiente para ele se desenvolver bem. Afinal, o sol é essencial para a vida.

No inverno os dias são mais curtos. Amanhece 8h mais ou menos, e anoitece antes das 17h. No verão é o contrario, amanhece antes das 6h e anoitece as 22h. Primavera e Outono são estacoes de transição. Temos MUITA neblina aqui na minha região. Daquelas que você não vê nada além dos próximos 5m de distancia. Todos os anos ocorrem vários acidentes por causa disso.

Quando neva, fica impossível de andar, os flocos de neve vem em direção ao seu rosto e é horrível para enxergar, também acontecem vários acidentes por ano por causa da neve. Os carros passam tirando a neve das estradas antes do amanhecer, mas se neva muito forte, a parte que fica em baixo(a neve velha), vira gelo, e o trator não consegue tirar, então os carros acabam escorregando ao frear.
Luigi observando sua primeira neve
O vidro da janela separa o calor do frio

Nosso boneco de neve

Porque a gente também brinca na neve

Amor

A estradinha que sempre pegamos
No sling é mais quentinho

que a Itália é Pais de velhos, todo mundo sabe. Os idosos duram muito por aqui, acho que o clima ajuda. Mas é esse fator o mesmo causante de varias mortes todos os anos também. No verão, morrem por causa do calor. No inverno por causa do frio.  Morre por acidentes causados pelo frio, morrem de hipotermia, morrem por tragédias. Procurei alguma reportagem em português sobre a Itália para mostrar pra vocês, mas só achei esta:


Aqui na minha região também é conhecida pela alta umidade. Quase nunca fica abaixo dos 70%, ou seja, no verão é insuportável de tão quente. Por causa da umidade alta, o corpo transpira menos, e como não transpira, não libera suor, então o corpo fica mais quente, ferveeeeendo. As gravidas, velhos e crianças são os que mais sofrem.

Bom, pra ser sincera, eu ainda não acostumei com esse clima daqui. Na Espanha era menos frio, e menos quente que aqui, ou seja, mais habitável. Quem cresce aqui, acaba de acostumando, mas quem chega depois de grande, demora a se adaptar.

O clima é um fator decisivo na personalidade das pessoas. Sabia que pessoas de países mais quentes são mais calorosas? Nos de países quentes, quando viemos à Europa, sentimos logo a frieza não só do clima, mas das pessoas. E segundo a minha experiência, pelos países que eu passei, e pelas pessoas que conheci, nos somos muito mais receptivos que pessoas de países frios.

Enfim, é isso gente. Querem ver como é o clima em outros países deste mundão? Passa la no site do Mães Internacionais e da uma olhada.

15 fevereiro 2012

Morte de bebes por sufocamento no berço

Imagem daqui


Fazia tempo que queria falar sobre isso aqui no blog. Voces sabiam que nos EUA, em sete anos, 32 bebês morreram sufocados ou estrangulados pelos laços que amarram os protetores dos berços? Pois é, nem eu. Foi depois de uma reportagem que passou no Fantastico, que minha familia me mandou por email, que soube e fiquei impressionada com o perigo de um item, hoje muito comum, pra nao dizer assencial, de um enxoval: o protetor de berço. Infelizmente isso é um fato. Todos os anos crianças morrem por negligencia, desinformaçao, descuido ou mera fatalidade. Busquei na internet os dados sobre esse tipo de mortes no Brasil e nao encontrei. A unica coisa que encontrei foi essa reportagem aqui.


Nao conseguiria imaginar algo do tipo acontecendo comigo ou com alguma amiga ou familiar. Por isso achei que tinha que compartilhar o que eu sei, o que eu vi, o que eu aprendi com voce, que me le. A verdade é que, depois que voce vira mae, voce cria medos que antes nao existiam. E isso acontece, pela simples possibilidade de perder o seu bem maior, seu amor maior. Aquele que chegou para te provar que amor tem mais significado depois da sua chegada: o seu filho.


Vi, e na mesma hora, fui no berço do Luigi providenciar as devidas medidas. Porém, um big porém: aqui esta frio e nao tem como deixa-lo sem cobertor(no video os pediatras recomendam o berço vazio, sem qualquer bichinho de pelucia, cobertor, travesseiro, etc). Tirei os protetores do berço, mas percebi de madrugada, quando acordei para amamenta-lo, que a cabeça dele, orelhas, nariz e maos estavam super gelados. Fiquei super incomodada e o coloquei para dormir no moisés, no seu carrinho, ao lado da minha cama. Como ele ainda tem 3 meses, ainda dorme no carrinho as vezes, ja que ainda nao se movimenta tanto ao ponto de se virar. Ele fica do ladinho da minha cama durante a noite, acorda, mama e o coloco no berço.


Porém, li  em um panfleto que recebi no hospital, onde Luigi foi vacinado que a melhor posiçao para o bebe até 6 meses dormir é com a cabeça para cima(nao de bruços) em um colchao firme, sem travesseiro. Como o colchao do carrinho é mais molinho, acabo por revesar. Ele começa a noite dormindo no carrinho e termina no berço. Quando retirei o protetor de berço, percebi que ele  também protegia o bebe do frio. Visto isso, decidi recoloca-lo, mas por tempo determinado. Apenas até ele começar a virar e ficar mais esperto. Por enquanto, ele ainda dorme e acorda na mesma posiçao. Uso 2 cobertores, um mais fino e um mais grosso, porque apesar de haver calefaçao em casa, ainda fica friozinho. Isso vai coincidir com o fim do inverno, e ficara menos frio, assim poderei tirar tudo de uma vez.



O cobertor prendo no colchao no lado dos pés, e os levo até as suas axilas. Coloco seus bracinho em cima do cobertor ou para cima ao lado da cabeça tipo o Cristo Redentor, que é como ele gosta de dormir. Depois de coloca-lo com o cobetor limitadissimo, "prendo", deixando um pouco soltinho na lateral do bernço, entre o colchao e o mesmo. Assim fico mais segura, ja que se ele tentar puxar o cobertor para cima das vias respiratorias ao ponto de cobri-las e sufocar-se, nao conseguira, pois o mesmo esta preso.


Acordo a cada movimento, gemido ou respiro mais profundo vindo do berço. Meu olhar segue no meio da escuridao noturna diretamente ao lugar onde esta sua cabecinha em um milésimo de segundo. Durmo pastorando-o, com medo. E isso mexe realmente com a minha cabeça. Penso que aquelas maes que perderam seus filhos por uma fatalidade, nao imaginavam nunca que isso poderia acontecer. E isso me da mais medo ainda.


Estou sempre alerta, e a qualquer momento pulo da cama e  vou correndo ao seu encontro com o coraçao na mao. Pra mim facilita pois o berço fica no meu quarto, bem pertinho da minha cama, e assim vai ser até ele completar idade para dormir sozinho, longe dos meus olhos. Esse é um assunto aterrorizante. Eu mesma nao gosto nem de pensar nisso, mas é sempre bom estar informada e prevenida nao é? Entao, queridas amigas, vejam o video com carinho e tomem as providencias. Todo cuidado é necessario com eles nesta fase de dependencia completa dos adultos.


Espero de coraçao, ter ajudado em alguma coisa compatilhando essa informaçao. Beijos fortes.


Milena Lanne

13 fevereiro 2012

3 meses de muita personalidade

Os dias vao passando, e juro é dificil pegar o computador e registrar, ir nos blogs amigos e comentar, entrar no facebook e atualizar, entrar no globo.com e ver as noticias do mundo.

Na verdade, o dificil é entrar no computador e escrever, porque uso mais o celular, ja que é bem mais pratico, pois meu bebe lindinho, bezerrinho, espertinho esta empidurado no meu seio, braços, colo a cada minuto que sou solicitada. Agora que ja esta grandinho, exige a minha atençao e reclama cheio de personalidade se nao a tem. Pode isso?

Agora a moda aqui em casa é: o deixo na sua cadeirinha, brincando com os brinquedinhos, ele quando consegue segurar os brinquedos, os leva diretamente para a boca. Meio desengonçado, sem senso de direçao, os leva à boca, mas acerta os olhos, as orelhas, o nariz, ou qualquer outra coisa, menos a dita cuja.

Isso o deixa completamente irritado. Ele grita, resmunga, chora. Na mesma hora, olho pra ele e devolvo o brinquedo às suas maos. Ele repete a cena e assim vao-se os dias. Uma irritaçao sem fim. Ai, resolvo colocar os brinquedos longe dele, apenas para ele ficar observando-os. Ele "conversa", e realmente acha que fala alguma coisa, pois fica muito concentrado no seu "dialogo".

Até que...Percebe que nao esta sendo respondido como queria. E se irrita. Eu volto a brincar com ele. Brinco com uma mao, e a outra uso o celular pra me atualizar de alguma coisa(quando da! O espertinho gosta de "conversar" e ser respondido!).

Conversamos, brincamos, leio historinha, invento historinha, canto musiquinha, invento musiquinha, troco fraldas, visto roupinhas. E é assim o dia inteiro. Uma dedicaçao, um amor, um carinho e claro, muito cansaço. Porque afinal, quem disse que dona de casa, mae de familia nao é uma atividade cansativa? E se é!

Nos maes, merecemos muito amor, muitos beijinhos, muito carinho por sermos tao dedicadas àos nossos lares, filhos,maridos. Pois afinal, por tras de todo grande homem existe sempre uma grande mulher. E essa sou eu, é voce.

***

O meu senhor personalidade, como estava falando foi entrevistado esses dias sobre qual time torce. Quem disse que ele é pequenininho para se decidir, errou. O menino ja fica super alegre, ao ponto de dar gargalhadas quando o nome do time que o pai(e ele também!) torce é pronunciado. Pode isso? Hein? Hein? Hein?

Se tu nao acredita, da uma olhadinha aqui!


Ai, ai, ai... E isso porque tem 3 meses de vida. Imaginem 3 anos?  


07 fevereiro 2012

Só pra não esquecer

Hoje senti vontade de amar de uma outra forma. Vontade de parar os momentos. Parar o tempo.
Just for fun. So pra nao esquecer, so pra lembrar, relembrar, amar.

Nao quero esquecer:
Do sorriso lindo e inocente.
Dos olhinhos falantes
Da carinha de "quero mamar mamae"
Do jeito desengonçado de tentar colocar algum brinquedo na boca.
Do jeito como fica irritado por nao conseguir colocar o objeto na boca.
Da carinha de perdido quando acorda na madrugada para mamar
Da alegria que sente quando acha a mamae ou o papai
Do sorriso sincero e inocente para qualquer pessoa
Das maozinhas na boca
Dos gritinhos altissimos
Do quanto fica feliz ao ficar pelado
Do quanto ama o banho
Do quando odeia colocar roupa
De como banlança a maozinha quando vai chorar
De como observa a conversa alheia como se entendesse o que esta sendo dito
De como pega a mao da mamae e leva à boca
De como dorme com os olhos entre abertos, as vezes
De como acha graça de coisas bobas para os adultos
De como busca a luz do celular, se ousamos filma-lo com o mesmo
De como odeia ficar de bruços
De como mama olhando nos olhos da mamae
De como sorri mamando

E de tanto, tanto, tanto. Sera que é pedir muito? Eu so quero isso, nao esquecer, nao deixar o tempo levar a recordaçao. So quero lembrar de cada detalhezinho desse amor que mudou e moldou o meu ser.

















P.s.: Todas as fotos foram tiradas por mim, esta tarde. So pra nao esquecer que meu bebe ainda é um bebe.


Milena Lanne

05 fevereiro 2012

Selinhos e fotografias


Gente, eu nao entendia nada sobre esse negocio de selinhos, é que sou meio desligada mesmo, e demoro pra entender as coisas. Um dia a Paty me deu um selinho(o primeiro ta?) e eu vi, achei fofo, agradeci, mas como nao entendia direito nao coloquei aqui no blog.(Que ingrata a pessoa né? )

Mas ela me entende, e sabe que eu nao fiz por mal, pra recompensar vou colocar aqui agora! Porque afinal, antes tarde do que nunca.

Esse negocio do selinho funciona da seguinte maneira(vou explicar porque um dia, eu quis uma explicaçao e nao achei em lugar nenhum) Voce recebe um selo de alguma amiga blogueira querida, e tem que responder as perguntinhas que elas fazem. Isso se tiverem perguntinhas, porque as vezes nao tem nenhuma. Depois que responder(se tiverem perguntas, claro) voce dedica a 10 pessoas(as vezes nao precisa ser 10 pessoas, depende de quantas pessoas a pessoa que te ofereceu o selinho pedir para voce dedicar).

Entao agora que eu ja sei, vamos la:

Detalhe: o selo é do ano passado!

Esse selo ganhei da Paty, do Profissao: Mamae!
Tenho que responder as seguintes perguntas:

Cor favorita:
Podem ser 3? Preto, lilas e vermelho

Animal favorito:
Cavalo marinho(tenho uma tatoo de um cavalo marinho) e elefante( acho os elefantes a coisa mais linda e fofa)

Numero favorito:
Nao tenho gente. Talvez o 25, dia que meu filho nasceu. Quando jogo na loteria, sempre tento ele. haha

Bebida favorita:
Com alcool ou sem alcool? Sem alcool: Agua. Com alcool: cerveja

Dia favorito:
Sabado? Talvez?

Flor favorita:
Me matem mas eu nao sou amante de flores. Acho bonitas e costumava desenhar quando menor. Mas hoje, prefiro ganhar milhoes de coisas ao invés de flores. MAS ja que é pra escolher, gosto das margaridas. Sao lindissimas.

Pronto gente, amei esse selinho viu Paty? Brigada bem dicunforça. Teria que indicar o selo para 10 pessoas, mas como é do ano passado eu vou pular essa parte né gente? Sorry.


***

Agora vamos ao segundo. Ganhei meu segundo selinho. Que lindo!!! E esse eu nao esperava. Mas realmente adorei, do fundinho-inho do coraçao. é esse aqui oh:


Esse veio com todo carinho do blog da minha amiga virtual, com carinho real Ish Hausfrau la do blog: Eu, dona de casa!(?) E pra falar a verdade, indicarei com prazer 10 amigas virtuais com imenso carinho real. Vamos la?

Opaaa, mas antes, tenho que responder as perguntinhas né? Que neste caso é: Fale 7 coisas sobre voce.

1.  Como as unhas. Eu sei, é triste, é feio, sou uma mulher. Mas nao sei porque nao consigo parar. Uma época até que elas ficaram grandinhas e bonitinhas, na verdade, se elas ficarem sempre pintadinhas e feitas eu nao as como. Mas saiu o esmalte eu busco defeitos e tento consertar com os dentes. Que feio Milena, que feio!

2.  Fui evangélica por varios anos. Digo fui, porque nao sigo hoje a religiao, e como odeio hipocrisia, nao prego o que eu nao vivo. Hoje acho que a religiao acaba limitando um pouco a pessoa. Muitas pessoas acabam fechando a cabeça e achando que so a nossa religiao é a correta. Respeito demais as religioes, mas hoje acho que Deus existe no coraçao daquele que o busca, independente de religiao. Ser uma pessoa melhor, segundo a vontade de Deus, depende da nossa fé e do nosso relacionamento com Ele, sem interferencias humanas. Enfim, loooonga historia que sempre geram enormes discussoes. 

3.  Essa meu namorado vai rir. Eu era fa de Sandy&Junior e participava de fa-clube e tudo mais. Quando era pequena sonhava em conhecer Campinas. Porque? Porque Sandy&Junior moravam la. E se meu namorado nao tivesse aparecido na minha vida logo, eu iria ter casado com o Junior, pois eu estava convicta disto até os meus 12 anos. 

4. Quando era adolecente usava 2 sutians ao mesmo tempo, pois achava os meus seios muito grandes.

5. Cantava na igreja(nao sei como aguentavam a minha voz, creio que Jesus moldava a minha voz, ja que os louvores eram à Ele). Hoje o meu espectador numero 1, e meu fa incondicional(se nao apanha!) é meu filho. Fala sério, ele ama me ouvir cantar, até fica rindo pra mamae! (ou seria DA mamae??? Melhor nao saber!)

6. Sou fotograga freelance. Tenho uma camera breguissima, velha e que nao é muito boa. Mas o amor é tanto, que eu passo horas mexendo com fotos. E sinceramente? Nao adianta ter camera boa se voce nao sabe usar. Entao faço o meu trabalho e azamiga gosta. Ja fiz varios ensaios. Quer ver? Vou colocar umas fotos no final do post. 

7. Adoro dançar forro. Afinal, sou cearense né? E sabe aquela musiquinha sem letra, muito chata, que fica na cabeça e nao sai por nada, nadinha deste mundo? Calmem eu também nao gosto. Mas danço. Quer dizer, dançava né. Dançava, fazia passos e curtia demais. Inclusive, ja fui instrutora de forro em uma academia no auge dos meus 16 anos. Era lieeendo, e eu adorava. 


Bom, agora as dedicaçoes, em ordem aleatoria meninas:

Ish Hausfrau - Eu, dona de casa!(?) (Pode devolver o selinho? Tipo, nao é devolver, é dar um igual a voce.)

Espero que gostem meninas. Voces sao queridas e eu quero bem demais a voces.

Agora, deixo algumas fotos do meu trabalho como fotografa.

Modelo: Flavia Cavalieri
Modelo: Carolina Pacceli
Modelo: Carolina Pacelli

Modelo: Flavia Cavalieri



Modelo: Fernanda Berguerand

Modelo: Fernanda Berguerand

Modelo: Thais Hernandez
Modelo: Thais Hernandez



Modelo: Fernanda Berguerand


Modelo: Fernanda Berguerand



Gostou? Sou eu que faço menina. Detalhe: as meninas nao eram modelos profissionais e, na verdade, nunca haviam posado antes para ensaio fotografico. Toda produçao, make up, poses e ajuda para a desinibiçao das meninas foram de responsabilidade minha. Com minha camerazinha barata! é profissional, mas é pebinha! E as meninas, depois de um tempo ARRAZARAM! Porque afinal, sao lindas de viver! E foi um imenso prazer fotografa-las!

Beijosssss