13 fevereiro 2012

3 meses de muita personalidade

Os dias vao passando, e juro é dificil pegar o computador e registrar, ir nos blogs amigos e comentar, entrar no facebook e atualizar, entrar no globo.com e ver as noticias do mundo.

Na verdade, o dificil é entrar no computador e escrever, porque uso mais o celular, ja que é bem mais pratico, pois meu bebe lindinho, bezerrinho, espertinho esta empidurado no meu seio, braços, colo a cada minuto que sou solicitada. Agora que ja esta grandinho, exige a minha atençao e reclama cheio de personalidade se nao a tem. Pode isso?

Agora a moda aqui em casa é: o deixo na sua cadeirinha, brincando com os brinquedinhos, ele quando consegue segurar os brinquedos, os leva diretamente para a boca. Meio desengonçado, sem senso de direçao, os leva à boca, mas acerta os olhos, as orelhas, o nariz, ou qualquer outra coisa, menos a dita cuja.

Isso o deixa completamente irritado. Ele grita, resmunga, chora. Na mesma hora, olho pra ele e devolvo o brinquedo às suas maos. Ele repete a cena e assim vao-se os dias. Uma irritaçao sem fim. Ai, resolvo colocar os brinquedos longe dele, apenas para ele ficar observando-os. Ele "conversa", e realmente acha que fala alguma coisa, pois fica muito concentrado no seu "dialogo".

Até que...Percebe que nao esta sendo respondido como queria. E se irrita. Eu volto a brincar com ele. Brinco com uma mao, e a outra uso o celular pra me atualizar de alguma coisa(quando da! O espertinho gosta de "conversar" e ser respondido!).

Conversamos, brincamos, leio historinha, invento historinha, canto musiquinha, invento musiquinha, troco fraldas, visto roupinhas. E é assim o dia inteiro. Uma dedicaçao, um amor, um carinho e claro, muito cansaço. Porque afinal, quem disse que dona de casa, mae de familia nao é uma atividade cansativa? E se é!

Nos maes, merecemos muito amor, muitos beijinhos, muito carinho por sermos tao dedicadas àos nossos lares, filhos,maridos. Pois afinal, por tras de todo grande homem existe sempre uma grande mulher. E essa sou eu, é voce.

***

O meu senhor personalidade, como estava falando foi entrevistado esses dias sobre qual time torce. Quem disse que ele é pequenininho para se decidir, errou. O menino ja fica super alegre, ao ponto de dar gargalhadas quando o nome do time que o pai(e ele também!) torce é pronunciado. Pode isso? Hein? Hein? Hein?

Se tu nao acredita, da uma olhadinha aqui!


Ai, ai, ai... E isso porque tem 3 meses de vida. Imaginem 3 anos?