21 maio 2012

Eu devo tudo à Ele

 Estamos no Brasil, e estamos aproveitando de-mais a família e os amigos, tá sendo realmente uma delícia e tô muito feliz por ter vindo ao Brasil com o Luigi assim pequenininho, porque fala sério, bebês são umas coisas lindas e queridas né? Tá todo mundo apaixonado junto comigo, e babando muito o príncipe.

E entre felicidade e realização tô cheia de duvidas! Não quero voltar pra Italia, tenho passagem de volta pro próximo mês mas juro que quero ficar pelo Brasil, ainda precisamos voltar para tirar a nacionalidade italiana que tá de rosca, estamos esperando a resposta do consulado italiano aqui em Fortaleza para então decidir alguma coisa, se sair voltamos pra Italia, se não, creio que vamos ficar, não quero voltar para a Italia com o Luigi e o Alan ficar, não quero mais esse negócio de ficar longe, não gosto, não me deixa feliz.

Juro que tô num dilema só. Sei que na Italia é melhor pra criação do Luigi em alguns aspectos(financeiros principalmente!) mas não abro mão da familia, dos amigos e da minha vida social no Brasil que eu tanto amo e acho essencial. Ai ai ai, que que eu faço? Bom, tenho algumas novidades mas quando acontecer eu registro por aqui, minha vida mudou totalmente desde que eu fui para a Australia, fui solteira, em busca de novas experiencias e aperfeiçoar o inglês, voltei com o inglês, um curso de administração, um filho, um quase-marido, sonhos realizados antecipadamente e outros adiados temporariamente por causa das circunstâncias. Que coisa estranha e doida é essa vida né?

Mas óh, tô feliz. Amo muito o Alan, amo o nosso filho e a familia que a gente tá construindo meio que "sem-querer", realmente ultrapassamos e trocamos a ordem dos acontecimentos mas tá dando certo, tudo pouco a pouco e com muito amor, dedicação e força de vontade.

Obrigada Deus por essa vida, obrigada Deus pela minha vida e de todos aqueles que eu amo. Sou muito grata a Ti. Sou uma filha rebelde Senhor mas reconheço que tudo o que eu tenho eu devo a Ti, eu entrego a Ti e peço que me acompanhes sempre até o fim dos meus dias. 

foto tirada nos lençóis maranhenses este mês quando estávamos em SL