05 setembro 2016

Feliz dia do irmão!

Dia dos irmãos né? Pois esse dia é 6 vezes meu!!! Afinal são 6 amigos, 6 anjinhos que vieram depois de mim. Nenhum deles é do mesmo pai e da mesma mãe, mas todos levam um pouco de mim e do sangue que corre nas minhas veias. Todos eles tem alguma semelhança comigo. Todos eles me tem como A Irmã mais velha.

São todos importantes, todos indispensáveis. Todos muito amados. Ser a irmã mais velha tem muito peso. Escutei incontáveis vezes meu pai dizendo: você é exemplo pro seu irmão! Nunca levei isso como algo ruim, mas algo bom que me fez sempre ser o melhor que eu pude ser, pois eu tinha eles como admiradores. Eu era referencia para eles.

Hoje eles estão tão grandes, que eu até me sinto velha. Agradeço muito a Deus pela vida de cada um deles. Agradeço a Deus por tudo ter acontecido como aconteceu e de tê-los como minha Família. Eu amo muito vocês meus amores. Que saudade de vocês. Faço tudo por vocês :) Feliz dia do irmão!

02 setembro 2016

O alto preço de viver longe de casa

Um texto de Ruth Manus que me identifiquei.

"Aprendemos a fazer um milhão de coisas, mas voar… Voar a vida não deixou. Talvez por saber que nós, humanos, aprendemos a pertencer demais aos lugares e às pessoas. E que, neste caso, poder voar nos causaria crises difíceis de suportar, entre a tentação de ir e a necessidade de ficar.
Muito bem. Aí o homem foi lá e criou a roda. A Kombi. O patinete. A Harley. O Boeing 737. E a gente descobriu que, mesmo sem asas, poderia voar. Mas a grande complicação foi quando a gente percebeu que poderia ir sem data para voltar.
E assim começaram a surgir os corajosos que deixaram suas cidades de fome e miséria para tentar alimentar a família nas capitais, cheias de oportunidades e monstros. Os corajosos que deixaram o aconchego do lar para estudar e sonhar com o futuro incrível e hipotético que os espera. Os corajosos que deixaram cidades amadas para viver oportunidades que não aparecem duas vezes. Os corajosos que deixaram, enfim, a vida que tinham nas mãos, para voar para vidas que decidiram encarar de peito aberto.
A vida de quem inventa de voar é paradoxal, todo dia. É o peito eternamente divido. É chorar porque queria estar lá, sem deixar de querer estar aqui. É ver o céu e o inferno na partida, o pesadelo e o sonho na permanência. É se orgulhar da escolha que te ofereceu mil tesouros e se odiar pela mesma escolha que te subtraiu outras mil pedras preciosas.
E começamos a viver um roteiro clássico: deitar na cama, pensar no antigo-eterno lar, nos quilômetros de distância, pensar nas pessoas amadas, no que eles estão fazendo sem você, nos risos que você não riu, nos perrengues que você não estava lá para ajudar. É tentar, sem sucesso, conter um chorinho de canto e suspirar sabendo que é o único responsável pela própria escolha. No dia seguinte, ao acordar, já está tudo bem, a vida escolhida volta a fazer sentido. Mas você sabe que outras noites dessa virão.
Mas será que a gente aprende? A ficar doente sem colo, a sentir o cheiro da comida com os olhos, a transformar apartamentos vazios na nossa casa, transformar colegas em amigos, dores em resistência, saudades cortantes em faltas corriqueiras?
Será que a gente aprende? A ser filho de longe, a amar via Skype, a ver crianças crescerem por vídeos, a fingir que a mesa do bar pode ser substituída pelo grupo do whatsapp, a ser amigo através de caracteres e não de abraços, a rir alto com HAHAHAHA, a engolir o choro e tocar em frente?
Será que a vida será sempre esta sina, em qualquer dos lados em que a gente esteja? Será que estaremos aqui nos perguntando se deveríamos estar lá e vice versa? Será teste, será opção, será coragem ou será carma?
Será que um dia saberemos, afinal, se estamos no lugar certo? Será que há, enfim, algum lugar certo para viver essa vida que é um turbilhão de incertezas que a gente insiste em fingir que acredita controlar?
Eu sei que não é fácil. E que admiro quem encarou e encara tudo isso, todo dia. Para quem tenta, para quem peita, para quem vai.
O preço é alto. A gente se questiona, a gente se culpa, a gente se angustia. Mas o destino, a vida e o peito às vezes pedem que a gente embarque. Alguns não vão. Mas nós, que fomos, viemos e iremos, não estamos livres do medo e de tantas fraquezas. Mas estamos para sempre livres do medo de nunca termos tentado. Keep walking."

Ruth Manus



01 setembro 2016

Olimpiadas Rio 2016

Que sonho! What a dream! UAU! Que demais!




Um grande sonho realizado. Fechei um trabalho no Rio de Janeiro na mesma época das olimpíadas e peguei todo o clima receptivo da cidade maravilhosa. Que delicia que foi! Consegui ver alguns jogos de voley de praia na arena em Copacabana e handebol no Parque Olímpico, na Barra, vi os treinos do triátlon, escutei do hostel os fogos de artifício do Maracanã na abertura, vi o ginasta Diego Hipólito de pertinho e por aí vai.

Foram quase 20 dias longe de casa, morri de saudadeeeeeeeeeee dos meus amores mas tratei de ocupar a cabeça no tempo livre e curti bastante.

Eu amo esporte!!!! Amo essas competições e amo torcer pro Brasil! Na COPA DO MUNDO 2014, eu fiz um post aqui contando mais ou menos como me sinto, e agora nas olimpíadas não podia ser diferente! Em casa, eu, Alan e Luigi temos o costume de acompanhar a maioria dos esportes e competições pela televisão. Seja campeonatos de futebol, copa do mundo, mundiais, jogos Pan-Americanos e etc.

Fiquei tão, tão, tão feliz de ter participado dessas olimpíadas pessoalmente. Fui sozinha mas levei Alan e Luigi comigo e senti que estava representando minha família lá.

Um dia eu sei que iremos todos juntos e vamos assistir várias competições! :D

Bom, vou resumir em fotos um pouco de como foiiii!!!! :DD

DAY 1 - Dia que viajei! Peguei o voo de tardezinha, cheguei a noite no Rio, fomos pro hostel, guardamos as coisas no quarto e fomos pra área comum externa. Tava rolando festival de comida artesanal. Comemos um hambúrguer maravilhosooooooooooo e ficamos conversando num tapete com almofadas que eles colocaram no chão. Depois subimos e fomos dormir que no outro dia tínhamos que estar cedinho no shopping pra trabalhar.


Próximo destino - RJ


Essa é a Jéssica, minha parceira de viagem e trabalho! Já nos conhecíamos antes, tínhamos trabalhado várias vezes juntas e já nos considerávamos amigas :D






Ficamos primeiro neste Hostel fofo!


DAY 2 - Abertura das Olimpíadas e nosso primeiro dia de trabalho. Chegamos cedo no shopping e voltamos só no começo da noite. Deu tempo de assistir a abertura pela TV e ouvir os fogos de artifício direto do Maracanã. Nosso Hostel era pertinho do estádio.

 



DAY 3 - Começávamos a trabalhar só as 13h, então aproveitamos para fazer passeios turísticos e pegar uma praia de vez em quando nas nossas manhãs. Neste dia fomos no Museu do Amanhã, no centro do Rio, vimos a Pira Olímpica, e visitamos algumas igrejas.

Museu do Amanhã

O 14-BIS de Santos Dumont que voou na Abertura das Olimpiadas Rio 2016










DAY 4 - Eu e a Jéssica somos fotógrafas. Então aproveitamos a manhã para fazer um mini ensaio fotográfico uma da outra :D Ficou lindooooo!

VOU POSTAR AS FOTOS DEPOIS EM UM POST SEPARADO


DAY 5 - Saímos cedinho para ir nas escadarias da LAPA, depois fomos no Cristo e a tarde fomos trabalhar :D

















DAY 6 - Acordamos um pouco mais tarde, arrumamos malas e fomos trabalhar.


Claro que eu tinha que ver meu gordinho mais lindo da vida! Amo demaissssss! <3





DAY 7 e 8 - FOLGAAAAAA!!!!  AêêÊêÊê! Tivemos dois dias de folga e aproveitamos para encontrar minha amiga Marjorie que estava no Rio para os jogos. Ficamos com ela e curtimos muito!


Mamá e eu, indo ver o Brasil no volley de praia :D



Trio que deu certo!

Um sonho!

Que demais!










Mais um jogo!

Jéssica e eu, no apê da Mamá em Copa


















Uma amiga nova mais maluca que eu :D



A noite fomos ver outros jogos, dessa vez foi no Parque Olímpico. 
Todos as bandeiras juntas! Que lindo!
Olha quem eu encontrei no Parque Olímpico!!!!

Vanda e seu marido, ela é minha amiga de São Luís! ADOREIIIII!!!!
Todas as bandeiras. Coisa linda!

Parceirinhaaaaaaaaaa

Comendo sorvete no friooooooo

Handebol! Que SONHOOOOO!!!! Se tem um esporte que eu ame, ame e ame muito é este. Costumava jogar quando adolescente e assistir um jogo olímpico foi sensacional!!!!!


Almoçando com minha lindona


Um domingo normal no RJ, tietei a Yasmin Brunet, porque super curto a moça no snap!

De tardezinha fomos na Lagoa




Sintonia















Meu amigo Eltinho, meu querido, de longas datas! Nos conhecemos desde adolescentes :D Você está pra sempre no meu coração amigo!

















Terminamos o dia tomando um chocolate quente nesse lugar incrível!

Com Jéssica e Eltinho no café colonial, no forte de copacabana


Depois tivemos que trabalhar. Deixamos o stand montado para no outro dia iniciar em um novo shopping.

Piscina do hotel e sorvetes VITALITOS! Marca do meu gordinho lindo Ronaldex


DAY 9, 10, 11 - Na segunda parte da viagem nossos dias se resumiram a piscina pela manhã, de tarde, trabalhávamos e a noite íamos comer em algum lugar diferente.





DAY 12 - Encontramos a Camila, amiga da minha cunhada, E AGORA NOSSA TAMBÉM!, em copacabana, saímos para comer e assistir a semi-final do volley de praia masculino.



Melhores cias!

Muitoooooo queridasssssss




Encontrei meu amigo querido de SL tambéééééém! Calebe querido, que bom foi te rever!!!!!!
No outro dia de manhã, teve praia!!!!


Sempre com eles!














DAY 13, 14, 15, 16, - Voltamos a rotina de trabalho, hotel e comer alguma coisa no final do dia.





DAY 17 - Brasil ganhou sua medalha de ouro olímpica inédita no futebol masculino e após o trabalho nos animamos pra sair e comemorar! Fomos conhecer a famosa região da Lapa, onde tem vários barzinhos e baladinhas. Curtimos um pouco e encontramos a Caaaaa! Nossa nova amiga!







Lapa 




DAY 18 - Último dia de trabalho e desmontagem do Estande! Uhuuuuuuuuuuuu!

Cansadíssimasssssssssssss no último dia de trabalho, mas felizes porque estávamos indo pra casa!!!!



Merecemos, depois de um dia inteiro de pé, trabalhando durooooooooooo!


DAY 19 - TIME TO GO HOME!!!!!!!!!!!!!!! AÊêÊÊÊ!!!!! INDO PRA CASAAAAAAA!!!



CABôÔÔôô!!! Tchau Riooooooooooooo!
No aeroporto!