Sobre mim


Nasci em Fortaleza, Ceará, onde morei até os 12 anos, aos 12 anos fui morar em São Luís do Maranhão, aos quase 17 voltei para Fortaleza, aos 18 anos fui para a Espanha, onde morei por dois anos. Aos 21 anos resolvi ir para a Austrália, onde morei por 1 ano. Aos 22 fui para a Itália, onde mora a minha mãe e onde nasceu o meu filho, Luigi. Aos 23, voltei ao Brasil novamente, e hoje aos 25 sigo morando em São Paulo.

A vida me fez dar um tempo de girar o mundo, porque me trouxe uma dádiva chamada "filho" para me ensinar coisas únicas  e que fazem toda a diferença na vida. Me tornei mãe e o amor se tornou o meu sobrenome. Depois de ir por aí conhecendo pessoas, suas culturas, manias, jeitos, ritmos e risos que eu fui me conhecendo e descobrindo. Deixei muita gente legal por esse mundão, gente que eu morro de saudades e vontade de estar pertinho. Gente que eu me comunico em português, español, english, italiano, mímicas ou qualquer outra linguagem desconhecida. O ruim de mudar muito de residência é justamente o fato de se apegar àqueles que você não sabe quando vai rever. É aprender a conviver com a saudade e perder momentos importantes da vida daqueles que você aprende a amar.

Depois da gravidez e das mudanças que ela trouxe na minha vida, senti o imenso carinho daqueles espalhados pelo mundo que conquistei com carinho, respeito e amor. Aqueles mesmos que sempre me buscavam para terem noticias, se preocupavam, queriam e querem o meu bem e o da minha família. Senti que de alguma maneira eu tinha que compartilhar o que estava acontecendo na minha vida, tinha que mostrar pra eles como eu estava me sentindo, como eu estava bem, ou não. Sem contar que queria registrar cada momentinho dessa vida que eu estava gerando no meu ventre, pra eu nunca esquecer desse momento único na minha existência.

Estar grávida aos 22 anos não é algo que eu planejei, mas é um sonho antecipado. Uma bênção muito bem recebida. Agradeço à Deus por ter pessoas maravilhosas na minha vida. Agradeço por você que se preocupa comigo e quer saber como eu estou, ou melhor, como estamos! Seja muito bem-vindo(a) a este espaço, escreverei com carinho e sinceridade sempre que der, relatando coisas legais, tristes, sinceras, inteligentes, interessantes, enfim, coisas minhas, que fazem eu ser o que eu sou.

Muitos beijos, besos, bacios and kisses

Mi



8 comentários:

  1. Uau!!!
    Uma mulher com 1.001 utilidades! Rsrsrs
    É isso aí, Mili, a vida é assim: cheia de começos e recomeços! E vamos fazendo a nossa história da melhor maneira que podemos!...

    Bisous d´amour! (em francês, só porque ficou faltando francês, lá em cima! kkk)

    Mirys
    www.diariodos3mosqueteiros.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mirian, ter voce por aqui e' um prazerzao. Voce e' muito querida e especial. Algue'm que eu tenho como grande exemplo de vida, forca e amor. Super beijos e seja bem-vinda sempre.

      Excluir
  2. Que história interessante! É muito lindo ver como você escreve sobre seu filho, com muito amor e carinho. Parabéns pelo filhote e pelo blog.
    Também sou mãe (de dois holandesinhos) e vivo em Amsterdam.
    Vou vir te visitar mais vezes :-)
    Bjs, Ana Paula
    (www.deunhafeita.blogspot.com)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ana Paula, bem vinda ao meu cantinho. :D

      Excluir
  3. Muito bom o seu blog, parabéns!! Passei pela mesma situação, engravidei aos 18,estudando fora, e hoje a minha princesinha já está com quase dois meses.
    Juro que agora vou passar por aqui todos os dias ;) hehe
    beijos

    ResponderExcluir
  4. Muito bom o seu blog!Ameiiii,estou seguindo se puder segue tmb sou nova no blog,bjss <3
    http://meuspequeninos2.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Anônimo5.12.13

    oii, amei a forma como você resumiu sua vida e a vinda de teu filho. eu estou estudando na frança e desde meus 20 anos que sinto uma imensa vontade de ter um filho, se calhar muitos pensarao que é por falta de afecto ou atençao, mas nao, eu sou uma pessoa muito amada plos amigos e familiares, mas sinto um enorme vazio que, na minha opiniao, seria preenchido com a vinda de um filho. Meninas, alguma de vocês ja passou por isso? ja teve vontade de ter um filho tao jovem? um beijao pra todas

    ResponderExcluir

Tá todo mundo comentando!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...